Data e hora

12/09 a 22/09
Terça a sexta, 9h às 21h. Sábado e domingo, 9h30 às 18h.

Sesc Campinas
Foyer do teatro

Duração: 25 min.

Recomendação etária: 12 anos

Ingressos
Grátis

profanAÇÃO

Videodança

Data e hora

12/09 a 22/09
Terça a sexta, 9h às 21h. Sábado e domingo, 9h30 às 18h.

Sesc Campinas
Foyer do teatro

Duração: 25 min.

Recomendação etária: 12 anos

Ingressos
Grátis

O curta-metragem profanAÇÃO, obra experimental da performer e videoartista Estela Lapponi, tem como objeto corpos com deficiências. O filme profana esses corpos de forma onírica, contemplativa e ritualística buscando ir além de suas condições físicas para transformar o status quo da normatividade vigente e fazer com que suas humanidades sejam vistas.

Na trama, cinco artistas (uma pessoa surda, duas pessoas com baixa visão, uma pessoa cadeirante e outra claudicante) se deparam com perguntas que revelam o imaginário em torno de seus corpos. Juntos, eles realizam um ritual de respostas poéticas e artísticas que vão além daquilo que se deseja “ouvir”.

Durante o processo criativo, Lapponi, realizou uma chamada pública com o mote “tudo aquilo que você sempre quis perguntar para uma pessoa com deficiência, mas nunca teve coragem” para que as pessoas enviassem as perguntas utilizadas no filme. A ideia era estabelecer uma relação com o público desde os bastidores.

A obra considera que o pensamento ocidental é abissal e criador de uma linha que separa os corpos visíveis dos corpos invisíveis, como sugerido pelo pesquisador Boaventura Sousa Santos. Com o intuito de propiciar uma experiência estética de coexistência entre eles, na qual estejam em situação de equidade na apreciação de uma obra, o curta integra como parte de sua linguagem os recursos de acessibilidade comunicacional (audiodescrição, legenda em português e Libras).

 

profanAÇÃO
Direção: Estela Lapponi (BRA, 2018, 25 minutos)

FICHA TÉCNICA
Argumento e Direção: Estela Lapponi
Elenco por ordem de performance: Edu O., Natalia Rocha, Estela Lapponi, Leo Castilho
Participação Especial de Sarah Houbolt como Zuleika Brit – projeto Corpo Intruso
Direção de fotografia: Thais Taverna
Direção de Arte: Valter Nu
Montagem: Rodrigo Carneiro
Colorista: Gabriel Ranzani
Trilha Sonora e Desenho de Som: Joana Flor
Mixagem: Ruben Valdes
Coordenação Pós, Finalização e Masterização: Marcel Albert
Maquiagem: Johnny Oliveira
Indumentária: Edu O., Estela Lapponi, Johnny Oliveira e Natália Rocha
Assistente de Câmera: Adriano Venâncio
Assistente de Arte: Samuel Luis Borges
Assistente de produção: Mariana Morais
Eletricista: Alexandre Henrique
1º assistente: Dudu Portioli
Foto Still: Leticia Kamada
Catering: Felipe Riquelme/ El Guatón
Motorista: Seu Luis
Estúdio: CONFRARIA DE SONS Y CHARUTOS
Produção: Estela Lapponi
Audiodescrição: Leticia Kamada
Consultor de audiodescrição: Edgar Jacques
Locução em português: Leticia Kamada
Locução em Inglês: Neca Zarvos
Estúdio: Agência da Voz
Intérprete de LIBRAS: Erika Mota
Consultor de LIBRAS: Leo Castilho
Câmera: Thais Taverna
Estúdio: TV8
Closed Caption, Tradução e Legendas: Luana de Moraes
Realização: Casa de Zuleika

(Foto: Naná Prudêncio)

Compartilhe